Quer ter uma grande mente, sexo alucinante? Em seguida, mude sua dieta, equilibre seus hormônios e reduza o estresse para orgasmos mais longos e duradouros. Hoje em dia, apesar de todas as dicas e truques para o sexo duradouro, o quarto ainda carece de chiado, deixando-nos frustrados e entediados em nossos relacionamentos românticos. Ou estamos muito cansados, perdemos nossa libido ou ficamos presos em uma rotina ou rotina chata, o que torna o sexo com nosso parceiro uma tarefa árdua.

Uma vida sexual ruim pode ser causada por problemas hormonais, como uma condição da tireóide, ou por causa dos efeitos da menopausa/andropausa que esgotam e causam um desequilíbrio dos hormônios sexuais. Mas fatores de estilo de vida, como comer mal, fumar, beber muito álcool, estresse e falta de exercício, também podem ter um impacto enorme na saúde geral e nos hormônios.

As pessoas que fazem muito sexo em seus relacionamentos tinham outra coisa em comum: sua dieta. Todos eles estavam comendo alimentos extremamente nutritivos. Uma boa nutrição é essencial para a produção saudável de hormônios que mantêm a libido e permitem uma atividade sexual regular e satisfatória.

A Dieta do Super Sexo, uma nutrição ideal, em vez de um plano de perda de peso – que, quando combinado com exercícios regulares (e, se necessário, equilibrando hormônios naturais) deve garantir que você não apenas tenha um sexo regular e ótimo – assim como fez no sua juventude – mas você deve ficar parecendo e se sentindo mais jovem também.

– Nutrição ideal. De longe, o maior órgão sexual é o cérebro, que produz as substâncias químicas e os hormônios que desencadeiam sentimentos de amor e atração, excitação e orgasmo. Precisamos ter certeza de que estamos comendo os alimentos certos para garantir a produção desses produtos químicos e hormônios.

– Neurotransmissores, como a dopamina, são essenciais para o bom sexo porque aumentam a comunicação entre os neurônios, que criam sentimentos emocionais, estimulam pensamentos e acionam memórias. A dopamina estimula a área do cérebro ligada à autogratificação e ao prazer. Comer e beber pequenas quantidades de álcool aumentam os níveis de dopamina – uma das razões pelas quais sair para uma refeição romântica em casal é muitas vezes um precursor do sexo.

Alimentos para fazer seu cérebro produzir mais neurotransmissores:

– Aminoácidos, que se convertem em doadores de prazer, Dopamina e Noradrenalina. Encontrado em carnes vermelhas, aves, peixes oleosos ricos em ômega 3 (por exemplo, atum, cavala), ovos, requeijão, feijão, ervilha e leite.

– Melancia: contém vitaminas A, B6 e C, que são importantes para a produção de dopamina.

– Certifique-se de obter colina suficiente, que constrói neurotransmissores que passam impulsos elétricos entre as células do cérebro, aumentando a velocidade da resposta ao seu estímulo sexual. Opte por gemas de ovos e fígado.

Para aumentar seus hormônios sexuais:

Acariciar e tocar um ao outro leva à produção de feromônios, fragrâncias sexuais produzidas pelas glândulas sudoríparas. Eles ajudam a criar um estado de excitação e desejo sexual intenso. Os hormônios responsáveis ​​por isso são os estrogênios, que estão presentes em homens e mulheres, testosterona, também em homens e mulheres, e DHEA, que é encontrado apenas em mulheres. Assim, para garantir a produção de feromônios, precisamos ingerir alimentos que aumentem a produção desses hormônios:

DHEA – Proteína e gordura animal são a chave aqui. Evite alimentos lácteos. Especiarias e alimentos salgados fazem com que as glândulas supra-renais funcionem de forma mais eficiente para produzir mais DHEA. Coma: óleo de fígado de bacalhau, espinafre, rúcula, agrião, salsa, salmão, ovos, lagosta, ostras, anchovas

Estrógenos – Proteínas e gorduras saudáveis ​​são essenciais. Evite quantidades excessivas de fibras (como pão integral), cafeína e fumo, que podem reduzir os níveis de estrogênio. Coma: carne magra, cordeiro, ovos, pato, atum, linguado, salmão, atum.

Testosterona – Essencial para o desejo sexual em homens e mulheres. Evite café e álcool, que reduzem a eficácia da testosterona. Comer: carne bovina, cordeiro, pato, óleo de fígado de bacalhau, camarão, salmão.

Resistência – Para um bom sexo, você precisa de resistência e energia. Seu corpo precisa de bons níveis de cortisol, hormônios da tireóide e hormônios de crescimento.

Para aumentar o cortisol, evite café, açúcares refinados, álcool e fumo, e tente reduzir seus níveis de estresse – uma boa maneira de fazer isso é fazer uma massagem um no outro antes do sexo ou tomar um banho quente junto com óleo de jasmim. Coma: proteínas animais e gorduras saudáveis: carne bovina, cordeiro, porco, frango, pato, ovos, anchovas, bacalhau, atum, ostras, amêijoas.

O hormônio do crescimento humano (HGH) aumenta o desejo sexual e fornece a resistência e a energia necessárias para uma maratona sexual. Para aumentar a produção, coma proteína orgânica de carne bovina, peixe e frango. Coma vegetais de raiz e frutas com baixo teor de açúcar, por exemplo, bagas. Evite leguminosas e cereais e açúcares refinados.

Os hormônios da tireóide são importantes para aumentar a libido e manter a energia. Para funcionar, a tireóide precisa de iodo. Alimentos para comer: algas, algas marinhas, ostras, amêijoas, atum.

Evite laticínios, bolos, biscoitos, vinagre, queijo duro, pão branco, farinha, fermento e frutas secas. Todos eles aumentam o crescimento da levedura de fermentação e retardam os hormônios. Evite junk food e opte por vegetais e carnes orgânicos recém-cultivados sempre que possível. Não coma muitos alimentos “goitrogênicos”, como couve de Bruxelas, brócolis, repolho, porque eles retardam a tireoide.

Poucas pessoas sabem que o que comemos afeta nosso desempenho entre os lençóis. Longe de uma dieta estrita de contagem de calorias (que te priva de nutrientes essenciais para o sexo de tirar o fôlego), a dieta Super Sexo aumentará sua libido cada vez menor.

Recommended Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.