Sal marinho orgânico – Aumentando a popularidade e o sucesso no mundo culinário

Nos Estados Unidos, o sal foi considerado por muitos anos mais como um mineral prejudicial em nossa dieta do que como um mineral essencial. Na verdade, a principal recomendação de limitar o sal em nossa dieta levou muitos de nós a pensar no sal como um “não-não”, em vez de um componente indispensável de nossa dieta. Como esse sentimento altamente encorajado prevaleceu nas últimas décadas, muito pouca ênfase foi colocada no consumo de sal mais saudável, em vez de evitá-lo tanto quanto possível. Alguns podem até não estar cientes de que a principal causa dos problemas de saúde criados por nosso sal processado moderno, a própria razão para o movimento para evitá-lo em nossa dieta, é o fato de que é principalmente cloreto de sódio quimicamente puro, que não é natural elemento sob qualquer aspecto, pelo menos no que diz respeito ao consumo, e não se encontra em parte alguma da natureza. Esse sal quimicamente processado não existia até os últimos 100 anos ou mais, quando a revolução químico-industrial tornou tais processos possíveis. Embora permaneça indiscutível que o axioma “todas as coisas com moderação” deve ser observado no que diz respeito à nossa ingestão de sal, a notícia de um tipo único de sal marinho, particularmente de natureza orgânica, está fazendo com que muitos reavaliem sua escolha deste alimento premiado ingrediente.

Sal marinho

É geralmente aceito que os sais marinhos são mais saudáveis ​​para o corpo do que o sal de mesa processado; no entanto, as preocupações com os poluentes modernos que contaminam os sais do mar derivados da água do oceano atual são bem fundamentadas. Aqueles produzidos a partir da evaporação da água do oceano moderno provavelmente contêm os mesmos poluentes que estão presentes na água do oceano em muitos locais ao redor do mundo. Portanto, a menos que você saiba com certeza de onde vem o sal, o que pode ser impossível para o consumidor ter certeza, esses sais podem muito bem estar contaminados com poluentes e produtos químicos artificiais. Enquanto isso, os sais marinhos recuperados dos leitos superficiais do solo podem conter os poluentes modernos presentes no ar. O processamento desses minerais para remover os produtos químicos tóxicos também removeria vitaminas e minerais essenciais naturais e alteraria quimicamente a composição, reduzindo-a a um estado basicamente não mais saudável do que o produto manufaturado composto principalmente de cloreto de sódio que usamos regularmente.

As boas novas – Sal marinho antigo

Muitos indivíduos que se preocupam com a alimentação ficam entusiasmados ao saber que existe de fato uma forma pura de sal marinho que permaneceu intocada pelos poluentes e produtos químicos modernos; Sal Marinho Rosa do Himalaia. Esta forma única de sal é considerada talvez o sal mais puro do mundo, visto que permaneceu protegida nas montanhas do Himalaia por milhões de anos. O sal do Himalaia é um sal orgânico, não processado e natural que retém todos os mais de 84 minerais essenciais que foi criado há milhões de anos, junto com a capacidade natural de ser facilmente decomposto e absorvido pelo corpo quando consumido. Este sal, também conhecido como “ouro branco”, tem sido usado pelo povo do Himalaia por centenas, senão milhares de anos para preservar os suprimentos de carne básica e comercializar nos vales inferiores para outros bens.

Tão bonito de se ver quanto delicioso de sabor, esse sal marinho adquire sua coloração rosa ou pêssego dos minerais essenciais naturais que contém. Este conteúdo mineral também fornece ao Sal do Mar do Himalaia outra surpresa maravilhosa; a natureza densa do sal permite que ele seja cortado ou esculpido em formas. Essa capacidade está ganhando críticas elogiosas sobre o sal e aumentando rapidamente a popularidade no mundo culinário devido à surpreendente capacidade alternativa dos sais de serem cozidos, em vez de apenas borrifados ou misturados aos alimentos.

Crescente popularidade do sal marinho orgânico

Nos nichos culinários da saúde conscienciosa de Oregon, Arizona e Nova York, bem como na maioria dos estados costeiros do leste, Colorado e Califórnia, um número crescente de chefs de renome em hotéis, spas, resorts e restaurantes têm usado este mar orgânico sal em vez do sal marinho tradicional ou sal de mesa processado em seus alimentos. Ao criar novos e saborosos pratos com este sal orgânico, além de grelhar e servir alimentos como camarão grelhado, vieiras e bife em “blocos” de sal, também conhecidos como placas de sal, grelhados, ladrilhos e bandejas, eles estão trazendo o sal marinho do Himalaia para indivíduos nos Estados Unidos que, de outra forma, não teriam ouvido falar deste maravilhoso sal. Alguns desses pratos são servidos com o sal com que foram cozidos, para uma apresentação saborosa que é seguida por um sabor rico e gourmet que mais do que satisfaz as papilas gustativas. Muitos sushi bar agora servem seu sushi de assinatura em blocos de sal resfriado para adicionar sabor também. O sal também foi transformado em “utensílios para servir sal”, como pratos, tigelas e copos. Esses pratos de sal agora estão presentes em muitos estabelecimentos renomados em todo o mundo e são usados ​​para servir desde sobremesas geladas, como sorvete e sorvete, a bebidas como margaritas e tequila.

Enquanto isso, um número cada vez maior de pessoas está descobrindo o sal marinho do Himalaia e optando por usar esse sal marinho orgânico em sua culinária como uma alternativa mais saudável e saborosa ao sal de mesa processado. Os blocos de sal do Himalaia estão aparecendo em churrascos de quintal nos Estados Unidos, com famílias e amigos desfrutando de um novo estilo de alimentos grelhados ao ar livre, como carnes grelhadas, bem como vegetais frescos resfriados e sobremesas salgadas e doces geladas. As pessoas também aproveitam os blocos de sal dentro de casa, para ocasiões especiais e comidas festivas, que são grelhados nos blocos sobre o fogão da cozinha. Como a internet está se juntando a ótimas receitas de sal do Himalaia, dicas e técnicas para usar o sal, bem como dicas e técnicas de churrasco, não faltam pratos novos e fantásticos para experimentar em casa. Não importa como ou onde o experimentem pela primeira vez, a maioria das pessoas que experimenta o sal rapidamente prefere-o a qualquer outro sal que já tenha experimentado.

Com sabor sensacional e natural e a capacidade de criar novas e únicas possibilidades de apresentação de alimentos, este antigo sal marinho orgânico está trazendo o prazer saudável do sal de volta à vida de muitos. Com ele, encontramos uma nova compreensão da importância do sal natural em nossa dieta, novos métodos exclusivos de salga de nossos alimentos e um novo sabor de sal rico, porém sutil, para tentar nossas papilas gustativas!

Recommended Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.